Missão exige entrega total

26/10/2019

O que é Missão?

Primeiro: é uma Ação (direcionada por Deus).

Segundo: Essa Ação gera Mudança, entre elas:

I. mudança de Posição, da inércia para uma ação continua no seu ser, da indisposição para a solicitude, disposição em Ir em atender o Ide, e diz;" eis-me aqui, envia-me a mim" ou seja, precisando, me coloco a disposição, pode contar comigo.

II. Mudança de ser, ou seja o seu caráter.

III. Mudança de valores ('uma alma vale mais que todo o mundo', a alma humana é valiosa, temos que entender tal valor que Jesus deu para uma alma, não pelo o que ela tem ou pode oferecer, mas a pessoa em se é valiosa, pois Jesus morreu POR ELA, e o ser humano em se mesmo não tem nada, por isso devemos valorizar a alma do homem e não o que ele tem, Paulo disse: pois não busco o que é vosso e sim a vós (2co12.14).

IV. Mudança de Visão, seu olhar é semelhante ao de Jesus, que olhava para o pecador e o amava e se compadecia vendo a grande necessidade, providenciava então o pão para alimentar o povo e água para seciar a sede... Tudo isso gera evangelização... Em resumo; "Missão é: uma ação evangelística"." Missão é Ir" (Mc16.15).

O que é essa Entrega Total?

Primeiro essa entrega total tem um alvo... Cumprir a missão que Jesus nos designou. Isso fala do envolvimento do compromisso do ato de doar e se doar que temos com a obra de Deus, tem que ser total, pleno, se necessário deixa tudo para atingir essa entrega total, indo na direção do Senhor, "esquecendo" até pai e mãe e levando sua cruz (Mt10.37,38), Perdendo a vida aqui e ganhando a vida garantida por Jesus, mas quem quiser salvar sua vida perdê-la-á (Mt 10.39).

Para que essa entrega total?


"É necessária essa entrega total, para ser verdadeira minha chamada e ser cumprida a missão". Para ser pura nossa ação e não perdermos o foco a direção certa... Não devemos nos embaraçar com as coisas desse mundo, não podemos aceitar o suborno de um elogio.

Como devemos fazer essa entrega total?

Primeiro não buscar nossos próprios interesses, como fazemos, não agradar a se mesmo (Rm 15.3), pois se assim for pode não ser tão lucrativo e atrativo, muitos pensam só em lucrar, aparecer, infelizmente, para esses pode não ser uma missão de seu interesse (muitos estão dentro da casa do pai com interesses totalmente diferentes, contrastantes do pai). COMO JESUS FEZ? "A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou" (Jo 4.34)." Assim como o pai me enviou, eu envio a vos ". Devemos agradar a Deus. Tem que ser feita com amor e por amor e nunca por vanglória (1co 16.14).

Quando devemos ter essa entrega total?


Esse será o momento? ou Depois? Se não for em vida, será na morte? Se não for eu e você, quem será? ... Muitos oferecem uma entrega parcial da sua vida e não todo o seu coração, entendimento e o ser, devemos fazer, mas quando? Se não for hoje, será quando? Amanhã? se não for agora, quando? Jesus disse que não podemos serve a dois senhores. Devemos fazer isso agora, pois amanhã pode ser tarde, de repente você olha para o passado e ver que perdeu todo o seu tempo apenas sentado num banco, nada além disso, e pode querer mudar, cuidado, não perca o hoje, agora, este é o momento e vai passar. Somente tendo essa entrega total teremos Foco, êxito e cumpriremos nossa missão.

I. Exige entrega total: para ter foco.

Cristo nos chamou para estarmos com ele, 'vide a mim', e tem um propósito definido,' IDE após de mim', para cada um de nós, todos têm direção, alvo, o foco: ponto para onde a atenção é dirigida, a atenção não pode ser dividida, se não perde-se o foco.
O Senhor nos convocou para uma missão, Ir, agir, fazer alguma e não ficar pardo.
Antes no mundo andávamos como ovelhas desgarradas, agora estamos no aprisco de Cristo, somos ovelhas do seu pasto (Sl 100), antes dizíamos equivocadamente: "eu faço do meu jeito", mas entendemos que tudo tem seu tempo e seu modo, outrora assim estávamos: mortos, sem foco. Qualquer direção era certa para nós, qualquer caminho servia.
Mas diante do chamado de Cristo tudo mudou... Se eu atende mudou, sendo o contrário, ficou tudo do mesmo jeito.
Não podemos perder o foco da nossa missão... Essa entrega me faz focar, confiar, buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, com a vida entregue totalmente nas mãos do Senhor (Sl 37.5). Os afazeres do dia a dia não podem tirar o nosso foco em Cristo, pois quando perdemos o alvo certo e o porquê da missão, podemos até fazer obras, mas sem um relacionamento genuíno com Deus... Muitos obras são feitas sem foco, sem a motivação correta e não passam de simples obras (de palha) feitas por alguém que não tem proximidade com o pai(Deus).
A missão exige entrega total para focalizarmos na direção proposta por Cristo, para não perdermos a visão dos campos prontas para a colheita, e sem este foco não conseguiremos ver as almas gemendo, chorando, pedindo socorro nas chamas do fogo eterno, ardendo, queimando por toda a eternidade sem cessar, sem tempo de descansar ou até respirar, não terá alivio, nem um copinho de água, nem uma gota de água, apenas as chamas, em meio à prantos e ranger de dentes (Jd1.23, Mt 10.28; 13.42), não veríamos a tudo isso, apenas nossas necessidades particulares.
Muito podem até dizerem: eis que não sabíamos de tudo isso, não sabiam? Mas porventura não considerará aquele que pondera, sonda os corações? Não o saberá aquele que atenta para tua alma? Não dará ele ao ser humano conforme a sua obra? (Pv 24.12) ... Deus está vendo essa negligência e vai considera-la. Negligência é pecado (Tg 4.17).
Com a nossa atenção centralizada, focalizada na missão: Ir ao encontro do pecador, nada nos atrai fora dessa visão, os obstáculos não conseguem mudar nossa convicção e nem esfria essa entrega total do nosso ser ... Jonas perdeu o foco na sua missão e rumou na direção oposta. Os obstáculos o fez mudar e perder essa visão, a sua opinião valia mais do que a de Deus que dizia ide, mas depois ele retrocedeu e deixou sua falta de misericórdia e compaixão para os pecadores.

II. Exige entrega total: para ter êxito (bom resultado na ação evangelística).

"O êxito é consequência do envolvimento, compromisso da entrega total do nosso ser em Cristo na missão". Não exatamente resultados visíveis, mas a fidelidade do ser.
Sucesso, êxito para o mundo é bem diferente daquilo que o conceito cristão diz, um infeliz olhou para Cristo crucificado e disse: "eis ai o maior fracasso do mundo", essa pode ser a visão do ímpio, mas foi na cruz o bom resultado, o êxito de Cristo:" está consumado".
Jesus estava sempre no meio do povo, com e por eles chorava, perecia com eles e os amava intensamente... Precisamos está com o povo, indo ao seu encontro para atingirmos essa meta, hoje em dia estamos muito recuados e dentro das quatros paredes apenas pregando "Vai, ide", perece que muitos não entendem que devemos viver e não apenas pregar. Missão não é pregar o ide, é vive-lo.
O mundo é o campo missionário cheio de desafios, nesta caminhada missionária da igreja, se a igreja for o que tem que ser, seu êxito é garantido, se estiver como atalaia gritando que o pecado mata e leva para o inferno, cumprindo seu dever, o Senhor dará o crescimento, como registra o livro de Atos.
O bom testemunho também traz esse bom resultado. Esse testemunho revela essa entrega sem reservas e é poderosa ação evangelística, o ato de ser, evangeliza muito mais do que simplesmente pregar... Por isso exige entrega total, a olharem para nós digam: "você parece com Cristo, fala, olha, age e anda como ele, é um cristão!", quão grande êxito isso traz. A história tem nas suas páginas escrito esses acontecimentos e nada apaga, nem mesmo o tempo.

III. Exige entrega total: para cumprir seu dever sua missão, independentemente de qualquer coisa.

1). honrado o chamado, que é de Deus. Por isso tal entrega.

Muitas são as dificuldades que surgem nesta longa caminhada e querem nos fazer parar, desanimar, desistir, mas quem nos separar do amor de Cristo? (Rm 8.35-39), esse amor que nos constrange (2Co5.14). Se foi ele quem nos chamou, estará conosco.
Como fez Cristo? Ele foi maltratado e até crucificado, mas esvaziou-se perdendo até à última gota de sangue para cumprir sua missão.

2). Tirando forças da fraqueza para prosseguir (Hb11.34).

Indo e pregando, mesmo chorando, mas na certeza da semeadura, voltará sem dúvida satisfeito com a colheita (Sl 126).
"Fortes não são os que escondem suas lágrimas, sim os que as derramam sem constrangimento". Como assim tirar forças da fraqueza? Não sei descrever plenamente tal atitude.
Entretanto posso dizer: Primeiro, só quem sente essa fraqueza ou admite-a encontrará tal força...
Davi estava com a alma abatida, mesmo na sua fraqueza encontrou forças para dizer para se mesmo: espera em Deus (Sl 42.5). A tua esperança te traz, dar forças, na força da esperança caminhamos sem "Ver", apenas na convicção da esperança, esperamos contra a própria esperança, como Abraão... Os que esperam no Senhor renovarão suas forças (Is40.31a). A força da certeza do chamado, mesmo diante da fadiga de alguns momentos encontramos forças para sorrirmos, cumprirmos o ide.
No estado mais profundo da dor da fraqueza (física), do abandono, Jesus crucificado , foi onde vimos a sua grande força para amar, Perdoar e poder dizer: Está consumado, o seu momento de inimaginável dor é o seu triunfo, na fraqueza (física) sua força se mostrou (Pv 24.10), Paulo disse: acabei a carreira, ou seja, cumprir a missão a mim designada.
A imagem mais forte: Cristo crucificado, é a fortaleza e missão cumprida, símbolo de força...
O 300 de Gideão, "fraco e pequeno", venceu um exército dito forte e poderoso. Paulo disse: Quando estou fraco é ai que estou forte (referência). Diga o fraco: forte sou (...).

3). Podemos contar com a presença e cuidados do Senhor.

 Jesus disse: Eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos (Mt 28.20).
Paulo disse: Tudo posso em cristo que me fortalece (Fp 4.13). Pedro disse: lance sobre ele(Deus) toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós (1Pe 5.7).
Aprendemos a depender totalmente de Cristo a amar, perdoar, acolher, ajudar, ouvir, calar, chorar, sorrir, compreender, a sofrer por Cristo. Aprendemos a esperar, não é ficar parado... No começo pode querer fazer tudo de uma vez (no campo missionário) e às vezes nutre um sentimento imediatista.

4). Exige entrega de todo o nosso ser, Por que?

Quando fazemos qualquer coisa na qual não há entrega total, onde existe uma desconfiança, incerteza no fazer, no seu agir, na sua ação evangelística: Não existe inteireza, integridade nesta ação.
Essa entrega total mostra seu amor, compreensão do ide, a consciência do dever: ai de mim se não evangelizar (referência). Temos que deixar muitas coisa de lado (renunciar) muitos amores, comodismo, esvaziar-se a se mesmo e se encher do amor que nos leva a essa entrega total.
Para haver esse doar-se sem reservas (quando passamos a amar os pecadores isso nos leva a buscá-los). Duas coisas são essenciais: Amor (que se doa, abençoa, sofrem juntos, mas às vezes está sozinho no seu canto, abandonado por todos e crucificado, totalmente entregue para tal missão: chegar ao coração do pecador e resgatá-lo, como é que digo: amo você, e não faço nada para te socorrer? Jesus nos amou de tal maneira derramando até à última gota de sengue), e Renúncia (o amor renuncia tudo e faz de tudo para alcançar o seu alvo).
Temos que esquecer o lar paterno (Mt 10.37), a terra querida.

Conclusão:

Por que tem que ser assim? Porque é necessário, por obediência, porque sou salvo e Cristo disse: IDE. Quando há entrega total? é quando entendemos o ide, o chamado de Deus e estamos disposto a vive-lo. Quando não essa entrega total existe muita murmuração, dúvidas e questionamento destrutivos. Sejamos integros,fiéis,plenos na missão. (Fonte :  https://blogfabiosconceicao.blogspot.com )